Entenda o papel da higienização de EPI na conservação dos equipamentos

 

A higienização de EPI é um assunto importante para garantir a segurança de todos no ambiente de trabalho. Esse ponto também ressalta a relevância do compartilhamento de informações e conhecimento sobre a melhor forma de utilização desses itens.

 

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, a limpeza de equipamentos pessoais e superfícies de contato se tornou essencial nas ações de prevenção.

 

E, esta ação de prevenção se estende à higienização dos equipamentos, essa etapa é citada na Norma Regulamentadora (NR 6), em que o fabricante deve informar a melhor forma de realizar a limpeza e conservação do EPI.

 

Quer saber mais sobre o papel da higienização de EPI na limpeza e conservação dos equipamentos de proteção individual? Continue acompanhando o artigo e descubra!

A importância da higienização de EPI

No ambiente industrial, a utilização de EPI consiste em um dos principais conceitos e aplicações de segurança no trabalho. Outro ponto importante é precaver qualquer tipo de exposição ao risco e manutenção de uma cultura voltada à prevenção de acidentes.

 

Incentivar a utilização correta do EPI é uma atenção essencial para o empregador e colaborador:

 

  • colaborador: evita risco de acidentes e previne o surgimento de doenças ocupacionais, relacionadas a execução do trabalho ou exposição ao ambiente nocivo;
  • empregador: tem menos riscos com grandes custos relacionados aos afastamentos, licenças e até possíveis ações judiciais.

 

Ambos têm benefícios com uma utilização correta dos equipamentos de proteção individual e a boa conservação desses produtos é dever de todos. Outro ponto importante é o atendimento às normas reguladoras que dispõem sobre a segurança do trabalho e ambiente saudável.

 

Conservação dos equipamentos de proteção individual

Uma preocupação constante é a boa conservação dos equipamentos de proteção individual antes, durante e após utilização pelos colaboradores. Assim, é vital que a empresa faça uma análise e examine as condições de uso desses itens com frequência, assegurando que todos estão em bom estado.

 

A norma reguladora (NR 6) informa que o fabricante ou importador deve fornecer todas as informações referentes aos processos de limpeza e higienização de EPI. Outro ponto importante é a garantia das características de proteção inicial do equipamento, mantendo uma boa proteção de quem estiver utilizando.

 

Realizar uma boa conservação dos equipamentos de proteção individual também reduz riscos de contaminação no ambiente. Um exemplo são as bactérias e fungos que podem crescer quando o EPI não é bem cuidado e podem ser nocivas à saúde causando doenças.

 

Como realizar a higienização do EPI?

Além de manter a boa conservação do produto, a higienização do EPI é uma etapa importante para a manutenção e extensão da sua vida útil. Assim, entender todos os pontos para uma boa execução deste processo de limpeza é fundamental tanto para o colaborador quanto para a empresa.

 

O primeiro passo para a limpeza de EPI é consultar o que diz e recomenda o fabricante sobre essa etapa. Segundo a NR 6, as informações referentes a higienização e cuidado devem ser cedidas com o intuito de garantir a segurança de todos.

 

Prepare o ambiente para o processo de higienização do EPI

Após verificar o que o fabricante recomenda para a higienização, um dos primeiros passos que devem ser seguidos é verificar as condições do ambiente. Uma inspeção no local onde será realizada a limpeza consegue definir melhores práticas, inclusive naquele local.

 

O lugar deve ser apropriado para receber os equipamentos, realizar uma conferência inicial e higienizar de fato o EPI. Além disso, deve-se ter uma preocupação extra com o processo de desinfecção e secagem dos itens. Certifique-se se o ambiente está seco e arejado.

 

Outro ponto importante é a atenção dos colaboradores que estão naquele local com seu comportamento e ações. Deve-se evitar tocar em qualquer tipo de superfície ou material que não esteja sendo diretamente utilizado no processo de limpeza, evitando a contaminação.

 

Além do ambiente, prepare os responsáveis pelo processo de higienização

Além de ter um ambiente limpo e organizado, é importante que o colaborador que for realizar o processo de higienização de EPI também esteja preparado. Assim, deve-se ter todo o material necessário disponível evitando qualquer tipo de contato indevido.

 

Também é crucial que o colaborador entenda o que deve ser realizado, com treinamentos e disponibilidade de informação. E, utilizar os equipamentos de proteção também nesse momento, visto que podem existir riscos durante o processo de higienização.

 

Tenha atenção ao tipo de material do EPI e seu processo de lavagem

Cada EPI tem diferenças nos seus processos de fabricação e nos materiais utilizados. Assim, exige cuidados particulares conforme o tipo do item.

 

Dependendo do material que é feito o produto, a limpeza pode ser realizada com um pano úmido somente ou água e detergente neutro.

 

Um ponto a ser considerado na higienização de EPI é, além de verificar o material, avaliar as diferenças entre os produtos. Uma luva de proteção deve ser lavada de forma diferente de um calçado, além de contar com um processo de secagem distinto.

 

O EPI deve secar de forma correta

Após finalizado o processo de lavagem, uma ótima dica para higienização de EPI é ter cautela especial à etapa de secagem desses itens. A forma correta de secar é tão importante que pode impactar diretamente na duração e capacidade de proteção do produto. Alguns exemplos são:

 

  • capacetes e máscaras de respiração devem secar a sombra;
  • luvas com fios resistentes a cortes ou fios sintéticos também precisam secar a sombra.

 

Esses pontos demonstram como nunca é tarde demais para cuidar do EPI e cada um tem uma característica específica para prolongar sua vida útil. Além disso, pode-se contar com a máxima proteção do equipamento para manter um ambiente seguro e controlado.

 

FONTE: Danny

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *